Pai, capital do relax no norte da Tailândia

Estive em Pai, cidadezinha no norte da Tailândia, duas vezes. A primeira só por uma noite durante a road trip que fiz por aquela região, e na segunda vez fiquei uma semana. Mas, o que tem ali de tão especial? Pra responder essa pergunta, tenho que começar dizendo o que não tem em Pai.

Não tem templos grandiosos ou importantes historicamente; não tem aquela Tailândia autêntica que a gente tanto busca; não tem uma culinária tailandesa deliciosa pra se esbaldar; tem um rio que corta a cidade, mas é sujo e não se pode desfrutar; não tem o ar de vila hippie que dá fama ao lugar. E, mais, quase todas as atrações de Pai estão, na verdade, no seu entorno. Cachoeiras, o Buda Branco, o canyon, pequenos vilarejos, cavernas.

Mesmo assim, é muito comum você encontrar pessoas que estão ali há dias, às vezes, semanas. Mas, fazendo o quê? Nada! Pai é um lugar que te convida a um break, a relaxar da viagem e passar o dia transitando, no máximo, entre uma rede e outra. Fui pra lá, na segunda vez, com esse objetivo e não estava sozinha. Ali, sentada à beira rio, com uma musiquinha relax de fundo, tinha sempre a companhia de mais três ou quatro que também aproveitavam pra colocar em ação seus projetos de blog, livro, estudos ou coisas do gênero.

É um lugar de mochileiros, isso é fato. Um tipo de visitante muito mais homogêneo do que costumamos ver no resto da Tailândia. E normalmente quem chega até ali está numa viagem mais longa e, por isso, tanta gente que está precisando de uma pausa faz a parada por aqui. O fato de não ter atrações imperdíveis que “você-tem-que-visitar” te desobriga a fazer turismo e te convida a pisar a no freio e organizar as ideias e o roteiro dali pra frente.

Mas, e se eu não quero ou não preciso fazer uma pausa, devo tirar Pai do meu roteiro? Não! Fora a estrada, e sobre isso comentei aqui no post 762 curvas até Pai, tem coisa legal pra fazer por aqui, sim, e abaixo listo algumas delas. As quatro primeiras fiz na minha passagem relâmpago de uma noite, o que te dá uma ideia do tempo necessário pra ficar por ali. Minha sugestão? Se você estiver no modo ´hop on hop off´, dois dias são o suficiente pra conhecer as principais atrações – excluindo os passeios que levam aos vilarejos e aos supostos centros de reabilitação de elefantes, não concordo com nenhum dos dois e não recomendarei.

Então, o que fazer em Pai?

  1. Canyon de Pai

É gratuito e tem uma paisagem impressionante! Se tivesse que escolher só um passeio pra fazer em Pai, seria esse. Mas, tem que se arriscar e desbravar as passarelas de terra branca. Quanto mais fundo você vai, mais bonito fica. Não é só o pôr do sol mais bonito da cidade, é um dos mais exóticos que já vi na vida.

  1. Buda branco

Outro passeio gratuito. Na verdade, é uma estátua gigante e branca do buda que fica no alto de uma colina, em uma posição que se vê de quase toda a cidade – como o nosso Cristo Redentor. Vale a pena a visita, principalmente porque você não perde mais do que 20 minutos, metade deles subindo as escadarias.

  1. Cachoeiras

Somente nos arredores da cidade, sem se afastar muito, são cinco cachoeiras pra você escolher, sendo as mais recomendadas a Pam Bok e a  Mo Paeng. Mas, atenção, no mês de abril é temporada de seca, e quase todas estavam secas. Não fui a nenhuma delas porque optei por ir em outras mais afastadas, mas é muito fácil encontra-las no mapa pra ir sozinho ou fazer o tour por qualquer uma das dezenas de agências de turismo que você encontra na cidade.

  1. Jantar e compras na Walking Street

O mercado noturno de Pai ocupa quase toda a avenida principal da cidade e tem de tudo, comida, souvenirs, roupas, artesanato, arte, bijouterias. Ótimo lugar pra comprar presentes pra família e amigos, pois os preços são os melhores que vi, além de ter bastante coisa diferente. E pra aproveitar bem a variedade de comida que tem por ali, sugiro que opte pelas pequenas porções que as barraquinhas oferecem. Tem desde porção de frutas a 10 thb até churrasquinho de frango por 60 thb.

  1. Aprender a conduzir uma scooter (pode rir, mas eu fiz!)
    20150112_215137A

Pois é. Como por aqui a locomoção à pé é limitada – como disse, as atrações estão todas nos arredores da cidade -, o segredo é alugar uma moto ou um carro. Pra ajudar aqueles que não tem habilidade com a scooter, você pode fazer uma hora de aula por 120 thb.

  1. Fluid pool

hdr

Se você está em Pai no modo relax, vale a pena passar um dia nesse clube. Dá pra ir a pé e a entrada custa 60 thb. Além de relaxar na beira da piscina, tem um restaurante com um preço justo (nada de comida tailandesa por aqui). Nada mal pra se refrescar do calorão que faz por aqui sem tem que se sair da cidade. Um dica importante é chegar antes do meio dia pra pegar um bom lugar ao sol – no caso, à sombra.

  1. Trekking (1, 2 ou 3 dias)

Pai está localizada no meio de um vale, então, o que não falta por aqui são opções de trekking e caminhadas na floresta. Normalmente, esses passeios oferecem também visitas a vilarejos e cachoeiras e podem ser feitos em um, dois ou três dias. Os preços começam por volta dos 1.000 thb.

Como ir a Pai

Não faltam opções pra ir até Pai. A cidade tem um pequeno aeroporto pra distancias mais longas e, desde Chiang Mai, saem vans a cada hora, por 150 thb a 200 thb, dependendo da negociação.

Outra alternativa é alugar uma moto em Chiang Mai (de 100thb a 200thb) e se deliciar na rota 1095. Mas, essa vale só pros experientes! Se você se encaixa aqui, saiba que pode despachar a bagagem por uma van (cerca de 150 thb) e pilotar mais livre, só com uma mochila pequena. Ou se a viagem for curta, pode deixar sua bagagem grande no hotel em Chiang Mai e recuperá-la uns dias depois. Normalmente, eles não cobram isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: